Hardware

PLACA MÃE

História da placa mãe

Nos dias de hoje os computadores estão cada vez menores, na década de 70 tinhamos os chamados Mainframes que eram computadores gigantes, chegavam a ocupar uma sala ou até um andar inteiro. O computador não era nada compacto, processador ficava em uma caixa, memória em outra, e assim por diante.


Mainframe

Em 1982 a IBM propôs o conceito de Motherboard(Placa mãe) para um computador que estava prestes a lançar o IBM-PC. Nele vinha a placa mãe, slot para CPU, memória RAM, chip de ROM, controladores de DMA(Endereço de Acesso Direto a Memória) e RQ(Endereço de Interrupção) tinha também um speaker e uma porta para teclado.


O QUE É UMA PLACA MÃE?

A placa mãe é uma placa de circuito impresso, caracterizada por ter vários componentes integrados e também por poder ser expandida por meio dos slots que tem a função de dar á placa uma função que ela não tinha. Também é conhecida como Mainboard, Systemboard e Logic board(nome utilizado pela apple) e também é muito conhecida nos blogs e fóruns como “mobo”.

O termo Motherboard é referenciado principalmente pela a arquitetura X86, para quem não lembra a família X86, é aquela família do 286,386,486, o “X” representa um número antes do 86. Tem também a família X64 que era um X86 de 64 bits, e o X86 era de 32 bits.

No final da década de 80 inventaram o chip super I/O que suportavam teclado mouse os drives as portas serial e paralela.

Na década de 90 o chip super I/O ganhou também algumas características de gráficos, a placa gráfica também passou a ser integrada, surge então a chamada “placa mãe on-board”.

COMPONENTES DA PLACA MÃE




SOCKET: É o lugar onde se encaixa o processador. Os principais tipos de socket são:

DIP(Dual In-line Package)


Chip DIP

Socket DIP

SIP(Single In-line Package)

Chip SIP



Socket SIP

PGA (Pin grid array) Matriz de grade em pino. A grande desvantagem desse chip é que era encaixado na pressão e muitas vezes os pinos amassavam, até que inventaram uma tecnologia chamada ZIF(Zero Força Inserção), aquela “alavanquinha” que tínhamos que levantar, encaixar o processador depois baixar.


Chip PGA

Hoje em dia são usados dois tipos BGA e LGA.

BGA(Ball Grid Arrey) ou Matriz de Grades em Bolas: Ao invés de pinos, possuem pequenas esferas, a vantagem do BGA sobre o PGA é que ele não amassa e a grande desvantagem é o custo de produção, e por isso surgiu o LGA.

LGA(Land Grid Arrey) Muito utilizados pela Intel, são os chamados sockt 775 do Pentium 4, Pentium D, Dual Core, Celeron, Core 2 Duo e etc.


Chip LGA


Socket LGA

GERADOR DE CLOCK

O gerador de clock é um chip e um ressonante, trata-se de um cristal de Quartzo que vibra milhões de vezes por segundo, as vibrações desse Quartzo sincronizam o os ciclos da placa mão que sabe que a cada vibração deve gerar um certo numero de ciclos de processamento. O clock dita o ritmo como em uma orquestra, o gerador de clock é o maestro, ele sincroniza a CPU, o GPU, o FSB e a Memória.


Clock

SLOTS

Existem dois tipos de slots, os de memória e os slots expansão.

Slots de Memória:

SIMM (Single In Line Memory Module). Na época dos 486 e dos primeiros Pentium era utilizado esse tipo de slot de memória que tinham contatos apenas em um lado.

DIMM (Double In Line Memory Module). É o tipo de slot utilizado na atualidade, esse nome deve-se ao fato de conter contatos dos dois lados.



Slots de memória


Slots de expansão

São locais na placa mãe onde podemos aumentar os recursos do computador, por exemplo, você comprou um PC “básico” e deseja rodar jogos em 3D, mas o PC trava e não consegue executar o jogo ou o faz com deficiência. O que fazer? Compra uma placa de vídeo e encaixa em dos slots de expansão (claro que para alguns jogos não basta uma boa placa de vídeo tem todo um conjunto, mas isso é outro caso) outro exemplo, caso você não consiga se conectar á internet por que por algum motivo sua placa de vídeo on-board não funciona mais, basta comprar uma placa de rede para solucionar o problema.

Tipos ISA, EISA, AMR, PCI(mais utilizado atualmente) E AGP(somente pra placa de vídeo) e PCI Express(mais novo) .


Slots de expansão


CHIPSET

O chipset é um dos principais componentes de uma placa-mãe, divide-se em “ponte norte” (northbridge, controlador de memória, alta velocidade) e “ponte sul” (southbridge, controlador de periféricos, baixa velocidade). A ponte norte faz a ligação do processador com as memórias, e em alguns casos com os barramentos AGP e PCI Express. A ponte sul, abriga os controladores de HDs (ATA/IDE e SATA), portas USB, paralela, PS/2, serial, os barramentos PCI e ISA, que já não é usado atualmente

Muitas vezes, como em algumas implementações de controladores para processadores AMD K8 (Athlon 64 e Athlon X2, nos quais o controlador de memória está embutido no processador), as duas pontes (bridges) são substituídas por um único chip, o que reduz custos para os fabricantes.

O chipset é quem define, entre outras coisas, a quantidade máxima de memória RAM que uma placa-mãe suporta, o tipo de memória que pode ser usada (SDRAM, DDR-SDRAM, Rambus, etc.), a freqüência máxima das memórias e do processador e o padrão de discos rígidos aceitos (UDMA/33, UDMA/66, etc.).

O chipset é o componente mais importante depois da CPU, corresponde por até 90% da velocidade da sua máquina, por isso é importantíssimo escolher bem o chipset, porém não se pode escolher a placa apenas pelo chipset, já que os fabricantes de placas de baixo nível, as vezes também utiliza bons chipsets. Por exemplo, você pode comprar uma placa da pior marca possível com um chipset Intel.


Chipset Via

Existem 5 fabricantes de chipset, são eles:

Intel

Nvidia

AMD

Via

Sis

As 3 primeiras são consideradas as melhores, e as últimas estão geralmente nas placas mais baratas.

BIOS(Basic InPut/Otput System) Sistema Básico de Entrada/Saída.

Trata-se de um software gravado em um chip, antigamente, esse programa era gravado em um chip do tipo ROM(Read Onli Memory) que é uma memória somente de leitura, depois virou PROM (Programmable Read Onli Memory) que é uma memória de leitura programável.

Posteriormente veio o EPROM(Eresable Programmable Read Onli Memory )

Memória Somente de Leitura Programável e Apagável.

Atualmente a BIOS é gravada em uma EEPROM(Electrically-Erasable Programmable Read-Only Memory) Memória Somente de Leitura Programável e Apagável por meios Eletrônicos. Pode ser lida um número ilimitado de vezes, mas pode ser apagada e programada um número limitado de vezes que varia entre 100.000 e 1 milhão.

Chip de bios antigo.

A principal função da BIOS é o POST(Power On Self

Test)Que é aquela verificação que acontece quando ligamos o computador, é feito o teste da memória, dos discos para verificar se o sistema encontra-se operacional, se for detectado algum problema, a BIOS nos avisa por meio de certas sequências de bips sonoros que pode varia de fabricante para fabricante. Logo após o POST acontece o BOOT que é a carga do Sistema Operacional.

O QUE CONSIDERAR ANTES DO COMPRAR UMA PLACA MÃE?

Algumas coisas devem ser levadas em conta antes de comprarmos uma placa mãe, vai depender da destinação que você dará ao seu PC, se é para lazer, trabalho, que tipo de trabalho se for o caso, e por aí vai.

Existem 3 classe de placa mãe, as básicas, as intermediárias e as de alto desempenho.

A placa mãe é a base da sua máquina, portanto, antes de comprar você tem que decidir que processador vai usar, que quantidade e tipo de memória, e placa de vídeo, não adianta escolher primeiro a placa mãe, pois pode ficar limitado as opções que você tem.

Por exemplo: Eu quero um Core 2 Duo, então devo escolher uma placa compatível com esse processador, existem opções dos 3 tipos para ele.

Como reconhecer se certa placa é básica, intermediária ou de alto nível? Não vejo um indicativo melhor que o preço, na grande maioria das vezes as melhores são as mais caras.

Sei que esse assunto é bastante controverso e gostaria da opinião de vocês, portanto comentem por favor!
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.